Salónica, monumentos Paleocristãos e Bizantinos; Património da Humanidade na Grécia

0

Fundada em 315 a.C., a cosmopolitana e prósprea, Salónica tornou-se de crucial importância estratégica e comercial durante o domínio romano e foi também uma das primeira bases de expansão do cristianismo. Nas suas viagens, São Paulo visitou-a duas vezes, nos anos 50 e 56 fundando aí uma comunidade.

Juntamente com os monumentos cristãos há também importantes igrejas na tradicional arquitectura em cruz e basílicas de três naves. Construídas entre os século IV e XV, estas obras exerceram substancial influencia no mundo bizantino. Os mosaicos que se podem observa hoje na Rotunda de Galério ou na Basílica de São Dimitrius estão entre as melhores obras primas da primeira arte cristã.

Marginal de Salónica, com Torre Branca ao Fundo

Passei por Salónica em Agosto de 2008. Depois de 2 dias em Meteora, parti às 7:40h da matina para Salónica, a segunda maior cidade da Grécia, e ponto de passagem obrigatório para quem pretende viajar para Istambul de comboio. Fui de comboio, numa viagem menos atribulada uma vez que é feita sempre pela planície.

Do esplendor de à dois mil anos atrás pouco resta a Salónica. Ainda assim, é uma agradável cidade costeira para se passar um dia. O grande problema é que mesmo tendo uns 2km de frente para o mar, não há praia para refrescar do calor do Verão.

As principais atracções são a Torre Branca, e as ruínas romanas, em que se destaca o Arco e o Túmulo de Galerius, património UNESCO, assim como algumas ruínas que se encontram pelo meio da cidade.

Arco de Galerius em Salónica
Túmulo de Galerius em Salónica
Ruinas da cidade romana de Salónica

De visita obrigatória é o museu de arqueologia, que alberga para além desta interessante estátua dedicada à masculinidade dos gregos, uma fantástica colecção de peças de ouro da Macedónia.

Museu de Arqueologia de Salónica
Estátuas no museu de Arqueologia de Salónica

Tinha partida marcada para Istambul às 19:37. Ao fim da tarde, já cansado de caminhar pela cidade, mas satisfeito com o que visitei, regressei à estação. Não querendo ir embora da Grécia sem experimentar uma bebida de café que todos parecem por lá apreciar muito, lá acabei por dar 3€ por uma. Mal empregado dinheiro por um café com gelo e natas, que acabou por ir quase directo para o caixote do lixo. Não há realmente café como o nosso 🙂

Uma hora antes da partida já se juntavam muitos mochileiros na plataforma donde iria partir o nosso “Expresso do Oriente”.

Partida do comboio para Istambul na estação de Salónica

 

Clique aqui para ver os outros dias desta viagem

Este artigo pode conter links afiliados.

Kit de Viagem

Quer organizar a sua viagem e ao mesmo tempo ajudar o projecto Dobrar Fronteiras? Siga os links abaixo para a suas reservas de hotéis, carros e seguros de viagem. Obrigado!

1 COMENTÁRIO

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.