Segundo: O Horizonte

0
" O sonho é ver as formas invisíveis Da distância imprecisa, e, com sensíveis Movimentos da esp'rança e da vontade, Buscar na linha fria do horizonte A árvore, a praia, a flor, a ave, a fonte — Os beijos...

Primeiro. O dos porquês

0
" Triste de quem vive em casa, Contente com o seu lar, Sem que um sonho, no erguer de asa, Faça até mais rubra a brasa Da lareira a abandonar! "Fernando Pessoa, in Mensagem Porquê este blog? Porque vou deixar...