Caminhadas e Percursos Pedestres na ilha do Porto Santo

0

Caminhar é sempre a melhor forma de conhecer um local e o Porto Santo não é excepção. A ilha tem recantos de imensa beleza apenas acessíveis a pé, que merecem ser visitados.

A ilha apresenta uma geomorfologia relativamente plana junto à costa Sudeste. Já na costa noroeste, bastante acidentada, dominam as arribas. A zona norte da ilha é montanhosa, com o ponto mais alto a ser atingido no Pico do Facho com 516m de altitude. É nesta zona que se encontram os três percursos pedestres sinalizados na ilha.

Na minha primeira visita à ilha do Porto Santo no outono de 2020 consegui percorrer o PR1 e parte do PR2. Neste artigo vai poder saber qual é para mim o melhor percurso pedestre no Porto Santo e outras sugestões para conhecer na ilha, a pé.

Se gosta de caminhadas e vai visitar também a ilha da Madeira, não deixe de conhecer a vertiginosa vereda do Pico do Areeiro ao Pico Ruivo, assim como os muitos trilhos que acompanham as levadas existentes na ilha.

Percursos pedestres na ilha do Porto Santo

Há na ilha do Porto Santo 3 percursos pedestres sinalizados. O PR1 e o PR2 percorrem zonas mais selvagens da ilha e levam-nos a descobrir a fauna a flora e os pontos mais altos da ilha. São também os mais exigentes fisicamente (mas nada demais).

Se só pretender fazer um percurso escolha o PR1 – Vereda do Pico Branco e Terra Chã. Este é a minha recomendação e consonante com a maioria dos que o conhecem.

PR1 – Vereda do Pico Branco e Terra Chã

  • Distância: 2,7km
  • Duração: 1h30
  • Tipologia: linear
  • Altitude máxima e mínima: 450m / 184m
  • Inicio/fim: ER120 / Terra Chã
  • Folheto informativo PR1 Porto Santo
  • Não há fontes de água em todo o trajecto. Grande parte do trilho está exposto ao Sol ao longo do dia, sem qualquer sombra.
trilho da vereda do Pico Branco Terra Chã
Pelas encostas do Pico Branco, a caminho da Terra Chã

Decidi deixar a caminhada por este trilho para a manhã do último dia no Porto Santo e fazê-lo sozinho, já que não me pareceu indicado para ir acompanhado por uma irrequieta criança de três anos. Depois de o percorrer, mantenho essa ideia.

Paro o carro no início do trilho ainda não são 8 da manhã. Sendo quinta-feira, dia de caça, são já alguns os caçadores que começam a chegar. Os coelhos abundam por toda a ilha e para além dos muitos caçadores da terra, há-os ainda que vêm ao fim de semana da ilha da Madeira para a caça. Ainda assim, não me sinto inseguro, mas diria que é de evitar este trilho em dias de caça.

Se ao início o trilho é seguro e relativamente suave, com o incremento da altitude vem também o perigo dos trilhos estreitos na berma de altas falésias em direcção ao azul do mar. Uma beleza ímpar. A rocha nua vai sendo colorida primeiro por pequena vegetação rasteira, depois por viçosos cedros.

O trilho bifurca para um desvio até ao topo do Pico Branco. Daqui, por entre as serranias, avistam-se as aldeias da serra, a praia, os ilhéus e a ilha da Madeira. Mais alguns metros chega-se à Terra Chã, outrora zona de cultivo de cevada.

Sendo um percurso linear, não resta outra hipótese se não fazer o caminho inverso. Ao todo levei cerca de 2 horar a fazer o percurso, ida e volta.

Trilho pedestre junto ao mar azul
O azul do mar e o verde dos cedros dá cor ao trilho
Percurso pedestre junto ao mar no Porto Santo
As grades que nos separam do precipício
Caminhante a contemplar paisagem do Porto Santo no Picoo Branco
A minha conquista do Pico Branco
Pico Branco e Terra Chã
O Pico Branco (ao fundo) visto da casa de abrigo da Terra Chã
O Pico da Cabrita visto da Vereda – caminhadas na ilha do Porto Santo

PR2 – Vereda do Pico Castelo

  • Distância: 3,2km (VO) / 4,6km (VE)
  • Duração: 1h30 (VO) / 2h15 (VE)
  • Tipologia: linear com duas variantes (Variante Oeste e Este)
  • Altitude máxima e mínima: 437m / 225m
  • Inicio/fim: Moledo / Miradouro do Canhão
  • Folheto informativo PR2 Porto Santo
sinalização percurso pedestre ilha Porto Santo
500 metros intermináveis levam-nos ao topo do Pico Castelo

O nome de Pico Castelo vem do século XV, quando aqui existia um castelo para proteger a população dos ataques de piratas franceses ou argelinos. Devido à sua forma cónica quando observado de Vila Baleira, é um dos montes que mais se destaca na paisagem da ilha.

Sem tempo para percorrer todo o trilho decidi ir de carro até ao miradouro do canhão e daí percorrer apenas o trilho que sobe até ao topo do pico. A encosta é ingreme e o progresso lento mas, uma vez alcançado o topo sou presenteado com as espetaculares vistas para toda a parte sul da ilha.

Daqui são também visíveis a ilha da Madeira e as desertas, neste dia ocultadas pela chuva que cai ao longe.

percurso pedestre do Pico Castelo no Porto Santo
A caminho do Pico Castelo
vista miradouro Porto Santo
Vista do topo do miradouro do Pico Castelo

PR3 – Levada do Pico do Castelo

Este será o percurso pedestre da ilha com menor dificuldade, já que acompanha o percurso duma levada. O trajecto inclui a passagem num túnel, pelo que é necessário levar uma lanterna para poder percorrer essa parte.

capela da Graça no Porto Santo
A Capela da Graça onde termina o percurso

Outros locais para caminhar no Porto Santo

ER120

Com os principais hotéis a localizarem-se ao longo da linha da praia, caminhar ao longo da Estrada Regional 120 que liga Vila Baleira à Ponta da Calheta, pode ser um bom desafio para quem queira prescindir do carro ou do táxi para, por exemplo, regressar à noite de um jantar ou duns copos.

A título de exemplo, do centro de Vila Baleira (povoação) à zona dos hoteis (Vila Baleira, Luamar, etc), são apenas 3,5 quilómetros, sem subidas nem descidas.

por do sol Porto Santo
O dia termina junto à marginal

Pico Ana Ferreira

Conhecido pelos seus prismas basálticos próximos do campo de golf, o Pico Ana Ferreira parece desafiar a explorar mais. Fiquei com pena de não o poder fazer durante a minha primeira visita à ilha do Porto Santo, mas será um local que quero conhecer melhor numa próxima visita. Especialmente porque gostava de ir às grutas que se escondem nas suas encostas.

Pico Ana Ferreira no Porto Santo
As encostas agrestes do pico Ana Ferreira convidam à aventura
Este artigo pode conter links afiliados.

VAMOS VIAJAR?

Olá! Gostou do que leu? Subscreva a minha newsletter e receba no seu e-mail as últimas novidades do blog Dobrar Fronteiras.

KIT DE VIAGEM

Quer organizar a sua viagem e ao mesmo tempo ajudar o projecto Dobrar Fronteiras? Siga os links abaixo para a suas reservas de hotéis, carros e seguros de viagem. Obrigado!

  • Reserve o seu hotel no Booking.com
  • Alugue carro no destino em Rentalcars.com e viaje com mais liberdade
  • Contrate um seguro de viagem na IATI Seguros com desconto de 5% e viaje descansado.
  • Esqueça as taxas e comissões absurdas para levantar dinheiro no estrangeiro. Obtenha através deste link um cartão Revolut
Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.