Campos de concentração de Auschwitz e Birkenau

1

Desde que no final da segunda guerra mundial foram reveladas ao mundo as atrocidades aqui cometidas pelos nazis que Auschwitz entrou para o nosso dicionário como sinónimo de terror. A pequena localidade polaca de Oświęcim a cerca de 60km de Cracóvia foi o local escolhido para a edificação de um dos seis principais campos de morte para aplicação da “Solução Final” por Hitler.

Auschwitz dividia-se em 3 campos: Auschwitz I, Auschwitz II – Birkenau e Auschwitz III – Monowitz. Uma visita leva no mínimo um dia inteiro para os dois campos. Vá bem cedo.

Auschwitz I

Campo de concentração original e que servia de centro administrativo para todo o complexo. Hoje os vários pavilhões albergam museus temáticos, uns dedicados às vitimas do holocausto de vários países e etnias, outros expondo toneladas de objectos pertencentes às vítimas que por lá passaram.

É sobre a entrada deste campo que está o  famoso letreiro “Arbeit macht frei” (“O trabalho liberta”) e onde pode entrar numa das câmaras de gás e ver os fornos de cremação.

Auschitz portao
Portão “Arbeit macht frei” em Auschitz

O espaço encontra-se aberto das 8h00 até às 18h00 nos meses de verão, fechando mais cedo no inverno, mas das 10h00 às 15h00 só se pode entrar acompanhado de guia. Nas restantes horas a visita é gratuita.

Fornos de cremação em Auschitz

Auschwitz II – Birkenau

A dimensão do campo de Birkenau impressiona qualquer um logo à chegada.  Lá dentro, os carris de caminho de ferro corroídos pelos anos teriam muita história para contar. Por todo o campo há placas informativas em polaco, inglês e hebraico que possibilitam uma visita independente a qualquer um.

Linhas de caminho de ferro à entrada do campo de Auschwitz-Birkenau

Os mais sensíveis devem ir preparados para o que vão encontrar. Muitas das cabanas de madeira ou tijolo que ainda existem trazem-nos de imediato à memória as imagens dos prisioneiros esqueléticos à espera da morte que todos já vimos nos livros de história ou no cinema.

Beliches no interior das casas de madeira

Seguindo sempre em frente, ao fundo do campo encontra-se o memorial aos mortos e o que resta dos dois fornos crematórios e câmaras de gás que foram destruídas pelos nazis antes de abandonarem o campo. Há sempre gente a chorar, judeus, bandeiras de Israel, velas acesas.

Ruínas dos fornos crematórios de Auschwitz-Birkenau

Lembre-se antes de entrar que vai visitar um memorial a um dos mais sangrentos acontecimentos da história recente e não num qualquer museu. Muitas das pessoas que ali vão estar ao seu lado são familiares de pessoas que viveram e provavelmente morreram aqui.

Como chegar a Auschwitz

Normalmente visita-se Auschwitz a partir de Cracóvia já que esta é uma cidade imperdível na Polónia e há transportes frequentes e rápidos para Oświęcim. Eu fiz a viagem para lá de comboio mas regressei de autocarro.

Comboio

comboio cracovia auschitz
Comboio de Cracovia para Auschitz

Os comboios para Oświęcim a partir da gare central de Cracóvia são frequentes. Pode comprar o seu bilhete nas máquinas automáticas que há na estação por cerca de 23zl. O maior problema do comboio é que a estação fica a cerca de 2km dos campos de concentração e terá de ir a pé, taxi ou autocarro. Eu optei por ir de comboio visto ser este o meio usado para transportar tantos judeus na sua última viagem.

Autocarro

Horário dos autocarros de Auschitz para Cracóvia

Os autocarros para Oświęcim partem da gare de autocarros que fica nas traseiras da gare dos comboios e o bilhete para cada lado custa 11Zl. O local de paragem destes junto ao parque do campo de Auschitz I está assinalado com uma placa amarela que apresenta os horários.

Entre Auschwitz I e Birkenau

Há um autocarro gratuito que faz o trajecto entre os dois campos (cerca de 1km) a cada 20minutos. Este vai normalmente sempre bem cheio!

Onde dormir

Em Auschwitz pode encontrar óptimos hotéis, mas também pode ficar em Cracóvia, que é bastante perto. Compare preços e condições de todos os hotéis em ambas as cidades aqui:

Mapa de Auschwitz


Ver Auschwitz num mapa maior

Este artigo pode conter links afiliados.

Kit de Viagem

Quer organizar a sua viagem e ao mesmo tempo ajudar o projecto Dobrar Fronteiras? Siga os links abaixo para a suas reservas de hotéis, carros e seguros de viagem. Obrigado!

  • Reserve o seu hotel no Booking.com
  • Alugue carro no destino em Rentalcars.com e viaje com mais liberdade
  • Contrate um seguro de viagem na IATI Seguros com desconto de 5% e viaje descansado.
  • Esqueça as taxas e comissões absurdas para levantar dinheiro no estrangeiro. Obtenha através deste link um cartão Revolut Grátis
Olá! Eu sou o Samuel, autor do artigo que acabou de ler. Como você, também gosto de viajar e descobrir povos e lugares. Partilho neste blog as experiências vividas nos vários países por onde já andei. Pode saber mais sobre mim na página Sobre o autor. Espero que tenha gostado e, se tiver alguma coisa a acrescentar, deixe um comentário abaixo.

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente relato sobre Auschwitz.É um enorme desejo que tenho em visitar esses locais de horror.Sózinho é uma treta.Não conheço agências de viagens que façam essa viagem.Tem alguma sugestão?
    Obrigado.
    Cumprimentos

Ficou com dúvidas? Quer acrescentar alguma coisa? Deixe um comentário!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.